Guardas Metálicas 

A guarda metálica de segurança é uma das mais importantes contribuições para a Segurança Rodoviária. O seu objetivo é evitar que os veículos saiam fora da pista. Por outro lado, é um excelente elemento de sinalização, pois indica claramente o traçado da via.

O guardrail consiste numa banda metálica horizontal e uma série de suportes constituídos por postes metálicos (prumos) e amortecedores. A banda é constituída por vigas metálicas de dupla onda com comprimento de 4300 mm e 310 mm de altura.

A viga (perfil W) é fixada ao amortecedor, que por sua vez se encontra fixado ao prumo, mantendo uma distância vertical do seu eixo à via de 550 mm.

As uniões terão que ser coincidentes com o posicionamento dos prumos, e são asseguradas através da sobreposição das vigas em 300 mm.

O prumo consiste num perfil metálico (C125 ou UPN120) com funções de suporte do sistema e absorção de energia em caso de impacto.

Parafusos de cabeça oval M16 (eclises), menos agressivos, são utilizados para assegurar a união entre duas vigas.

O amortecedor é o elemento utilizado para absorver grande parte da energia do impacto, funcionando também como fusível para o caso de deformações elevadas, promovendo o rompimento da ligação deste ao prumo.

Guardas Duplas

As guardas metálicas duplas são um dispositivo de segurança indicado para situações de risco acrescido como taludes elevados, ou precipícios, e por isso, são frequentemente visíveis em estradas de montanha.

O seu reforço de segurança é garantido pela existência de uma segunda viga (perfil W), de forma a poder oferecer uma capacidade de retenção do veículo em pista, bastante superior.

 

Guardas Obras de Arte

Perfil W


As guardas de segurança em obras d’arte, diferenciam-se pelo tipo de fixação ao pavimento. O seu funcionamento é,
em tudo semelhante às guardas de estrada normal.
Para este tipo de aplicação, dispomos de uma vasta gama de medidas de prumos, de forma a garantir as distâncias
regulamentares, do eixo da barreira à via.

 

Perfil U



Este tipo de guardas é bastante utilizado em obras d’arte, quer pela sua elevada eficácia, quer pela sua componente estética.

 

Fixação

A fixação é assegurada por um conjunto de chapas de base e contra-base.
As chapas de base são soldadas ao prumo e têm sempre uma espessura inferior às chapas de contra-base, unindo-se as duas por intermédio de ligações aparafusadas.
A fixação da chapa de contra-base ao pavimento, é assegurada por intermédio de chumbadouros.

Guardas Simples

Em casos de vias de comunicação sujeitas a tráfego normal ou de maior intensidade, com traçados sinuosos, precipícios, troços escorregadios ou separação de faixas, a segurança dos condutores não deverá estar sujeita a considerações de ordem económica.


Somente uma guarda de segurança, com uma capacidade de distensão calculada, capaz de absorver grande parte da energia de uma colisão, pode garantir uma verdadeira segurança ao condutor.

Tipos de montagem



Guardas Simples com prumos afastados de 2 metros. Aconselhável para taludes mais acentuados, curvas, protecção a pilares de passagens superiores e a postes de sinalização vertical. Neste caso, é utilizada uma barreira com furo ao meio.


Guardas Simples com prumos afastados de 4 metros. Solução standard aplicável a requisitos de segurança normais.

Galeria de Imagens